Percussionista – Pandeiro o instrumento de maior expressão.

Filho de Jorginho do Pandeiro e sobrinho de Dino 7 cordas.

Início da carreira – 1976 no Conjunto de Choro “Os Carioquinhas”.

Fundador e integrante do Grupo “Nó Em Pingo D’Água (1978)”.

Fez parte da primeira formação da “Camerata Carioca” (1979) ao lado de Radamés Ignattali, Joel do Nascimento, que gravou o histórico disco “Retratos” (Tributo a Jacob do Bandolim).

Trabalha com Paulinho da Viola desde 1980

Fundador e professor de Pandeiro na Escola Portátil de Música desde a sua criação no ano de 2000.

Realiza cursos de Pandeiros e shows no Japão desde 2002.

Apresentações no Exterior:

Portugal, Espanha, Itália, França, Suíça, Argentina, Peru, Uruguai, Chile, Estados Unidos, Dinamarca, Singapura, Tailândia, Israel e Japão.

Produções:

·      2015 – Machiko Watarumi – Janelas Abertas – Produção Celsinho Silva

·      2011 – Machiko Watarumi – O Cantador – Produção Celsinho Silva

·      2010 - Conjunto Época de Ouro - Feijão com Arroz - Produção  Celsinho Silva

·      Programa Época de Ouro com o Conjunto Época de Ouro – Rádio Nacional Rio de Janeiro –  Desde junho de 2010 - Produção

·      2008 -  Machiko Watarumi & Jun Kagami – O Bêbado e a Equilibrista - Produção Celsinho Silva e Jun Kagami

·      2006 - Bossa Nova - Saeko Inozuka - Produção Celsinho Silva e Jun Kagami

·      2006 - Originais - Saeko Inozuka - Produção Celsinho Silva e Jun Kagami

·      2006 - Sara Suehiro - Produção Celsinho Silva e Jun Kagami

·      2003 - “Nó Em Pingo D’ Água Interpreta Paulinho da Viloa”- Produção Celsinho Silva e Mário Sève

·      2002 -Domingo na Geral” Nó Em Pingo D’Água e Cristóvão Bastos -  Direção Musical Celsinho Silva e Mário Sève

·      1999 -  Nó na Garganta- Nó Em Pingo D’Água – Produção Celsinho Silva e Mário Sève

·      1996 - Projeto “Pixinguinha no Centro – (107 shows) Produção Celsinho Silva

Assistente de Produção:

·      2002 - “Café  Brasil 2” - Conjunto Época de Ouro

·      2001 – “Café  Brasil” - Conjunto Época de Ouro

·      1989 – FENAB – Disco “Há Sempre um Nome de Mulher”

·      1987 – FENAB – Disco “Velhos Sambas Velhos Bambas”

·      1982 – FENAB – Disco “Noel Rosa’”.

Artistas com quem já trabalhou entre Shows, gravações e televisão:

·      Nara Leão, Dominguinhos, Joel Nascimento, Radamés Ignattali, Turíbio Santos, Elizeth Cardoso, Cristina Buarque, Moraes Moreira, Nelson Cavaquinho, Roberto Ribeiro, Marisa Monte, Ademilde Fonseca, D. Ivone Lara, Conjunto Época de Ouro, Rildo Hora, Guinga, Chico Buarque, Nelson Sargento, Geraldo Azevedo, Leila Pinheiro, Beth Carvalho, Ivan Lins, Ney Matogrosso (Ney Matogrosso Interpreta Cartola) e Paulinho da Viola (faz parte da Banda de Paulinho desde 1980).

Paulinho da Viola

Faz parte da banda desde 1980. Convidado por Paulinho da Viola, passou a integrar o grupo sempre participando de gravações, shows e do filme documentário “Meu Tempo é Hoje “ e do dvd “ Acústico - Paulinho da Viola”.

NÓ EM PINGO D’ ÁGUA

Fundador.

        Com o Nó em Pingo D’água venceu duas vezes o ‘Concurso de Choros/RJ’ (1979 e 1995),  e Gravou quatro cds; “Receita de Samba”(1992), “Nó na Garganta” (1999), “Domingo na Geral” (2002) e “Nó em Pingo D’água interpreta Paulinho da Viola” (2004). Excursionou pelos Estados Unidos (Nova York, Miami, Washington, Chicago, Universidades de Princenton e Notre Dame, etc), além de representar o Rio de Janeiro no III Encontro Ibero Americano de Cultura, em Santiago do Chile (1993). Participou da Bienal de Música Contemporânea Brasileira (1994)  e do Festival “Chorando Alto” (1997), com Paulinho da Viola e da turnê brasileira do Projeto Pixinguinha (2004), com Macalé, Na Ozetti e Selma do Côco.

Escola Portátil de Música

O projeto Escola Portátil de Música, é um programa de educação musical voltado para a capacitação e profissionalização de músicos através da linguagem do Choro. Criada no ano 2000 por Celsinho Silva, Mauricio Carrilho, Luciana Rabello, Álvaro Carrilho e Pedro Amorim, com o nome de Oficina de Choro, foi sediada até 2003 na Escola de Música da UFRJ. Em 2004, com o patrocínio da El Paso e com o apoio do Instituto Jacob do Bandolim, foi criado o seu Núcleo Avançado no bairro da Glória, Rio de Janeiro, que atendeu ao longo do ano a mais de 500 alunos. Em 2005, o Núcleo Avançado passou a funcionar no Centro de Letras e Artes da Uni-Rio, situado na Av. Pasteur, 458, no bairro da Urca (Rio de Janeiro-RJ). Além do Núcleo Avançado, o projeto prevê a implementação de Oficinas de Choro em outras localidades, como as realizadas em 2004 nas cidades de Vassouras e Niterói. Em 2004 a EPM realizou ainda o I Festival Nacional do Choro, atraindo cerca de 300 alunos de diversas regiões do país. Ao todo, somente em 2004, cerca de 1.000 alunos foram atendidos.

Em 2010 alguns dos melhores músicos do país se apresentaram e deram oficinas nas cidades de Belém, Belo Horizonte, Brasília, São Luís e Porto Alegre.

É assim que a EPM - Escola Portátil de Música - comemorou seus dez anos de vida, juntamente com o Instituto Casa do Choro e a Fundação Nacional de Arte, a Funarte. O V Festival Nacional de Choro do ano de 2010 homenageou o grande compositor e violonista pernambucano Jaime Florence - o Meira.

Japão – Celsinho Silva faz shows por várias cidades japonesas e ministra workshops pelo pais desde 2002.

  • Students
    82
  • Courses
    1
  • Reviews
    21