VMware Vsphere 6.5 - Configurando um Laboratório VMware 6.5
4.7 (402 ratings)
Instead of using a simple lifetime average, Udemy calculates a course's star rating by considering a number of different factors such as the number of ratings, the age of ratings, and the likelihood of fraudulent ratings.
4,624 students enrolled
Wishlisted Wishlist

Please confirm that you want to add VMware Vsphere 6.5 - Configurando um Laboratório VMware 6.5 to your Wishlist.

Add to Wishlist

VMware Vsphere 6.5 - Configurando um Laboratório VMware 6.5

Aprenda a fazer todas a configurações de boas práticas com vídeos de demonstração.
4.7 (402 ratings)
Instead of using a simple lifetime average, Udemy calculates a course's star rating by considering a number of different factors such as the number of ratings, the age of ratings, and the likelihood of fraudulent ratings.
4,624 students enrolled
Created by JOHN DE ARAUJO
Last updated 3/2017
Portuguese
Price: Free
Includes:
  • 6 hours on-demand video
  • Full lifetime access
  • Access on mobile and TV
  • Certificate of Completion
What Will I Learn?
  • Vocês serão capazes de compreender um layout de rede do VMware 6.5
  • Aprender com configurar o VMware Workstation de forma avançada
  • Instalar e configurar a ultima versão do VMware vSphere 6.5
  • Instalar e configurar o Windows Server 2016
  • Promover o Windows Server 2016 como controlador de domínio
  • Configurar um Cluster VMware 6.5 com o vCenter Server
  • Configurar um Storage iSCSI virtual de mercado
  • Realizar configurações avançadas no Storage Virtual
  • Trabalhar com máquinas virtuais em um cluster VMware 6.5
View Curriculum
Requirements
  • Ter conhecimentos básicos de rede Ethernet e TCP/IP
  • Ter conhecimentos básicos de rede SAN iSCSI
  • Ter conhecimentos básicos sobre virtualização de servidores utilizando o VMware Vsphere
  • Ter experiência em instalação de sistemas operacionais como Windows 7,8,10 e Windows Server
  • Ter disponibilidade, motivação e dedicação para concluir o curso
Description

Neste treinamento VMware 6.5, você tem o completo passo a passo de como configurar um cluster VMware na sua casa utilizando as boas práticas de implementação de mercado.

São 10 tarefas dividas em 22 vídeo aulas, gerando ao final um treinamento super completo e prático.

Eu vou te mostrar em detalhes todos os passos para que você consiga criar seu próprio laboratório VMware e começar a se tornar um expert em ti. Todo o processo que eu vou te mostrar adiante vai se basear em um framework muito simples, e mesmo que você nunca tenha configurado um laboratório dessa complexidade o guia irá te ajudar para que você consiga seguir todos os passos para o sucesso na criação do laboratório. Como todos vocês sabem, hoje o profissional de virtualização é bastante valorizado no mercado de trabalho. Então não perca tempo, vamos colocar a mão na massa e se tornar um expert em ti.

Aqui está tudo o que você precisa saber na hora de configurar um cluster VMware Vsphere 6.5. Além de configurar um cluster VMware com 3 hosts ESXi 6.5, você irá aprender a configurar do zero o Windows Server 2016. Você irá configurar o Windows Server 2016 como controlador de domínio e irá fazer também todas as configurações de DNS avançadas necessárias para o laboratório VMware vSphere 6.5. Além de configurar o Windows Server 2016, você irá aprender algo que pouquíssimas pessoas no mercado conhecem. Eu vou te ensinar o passo a passo de como integrar todo seu ambiente VMware vSphere 6.5 com o controlador de domínio Windows Server 2016.

Não pense que acabou!!! O melhor vem agora!

Vamos aprender com um passo a passo super detalhado, a como configurar um Storage iSCSI virtualizado de mercado. Isso mesmo, você irá aprender a configurar um Storage virtualizado de verdade e que é utilizado no mercado. Estamos falando do Storage virtual da HP, o StoreVirtual na última versão que é a 12.6. Depois que você concluir toda a configuração deste Storage Virtual, você terá conhecimento o suficiente para implementar qualquer Storage iSCSI de mercado e de qualquer fabricante. Além disso, nosso cluster VMware vSphere 6.5 será totalmente integrado a este Storage Virtual da HP.

Não perca tempo!!!

Este treinamento é composto de 10 tarefas práticas com inúmeras sub tarefas.

Segue abaixo as tarefas que serão ensinadas neste treinamento vmware 6.5.

Tarefa 1: Apresentação do laboratório (Diagramas)

Tarefa 2: Criar Acesso nos sites necessários (HP, VMware e Microsoft)

Tarefa 3: Instalar o VMware Workstation 12 e configurar as máquinas virtuais

Tarefa 4: Configurar o Windows Server 2016 (AD, DNS e Registros)

Tarefa 5: Configuração dos Hosts ESXi 6.5

Tarefa 6: Instalar o Appliance VCenter

Tarefa 7: Configuração do cluster VMware e switches

Tarefa 8: Criar VMs no cluster e realizar a seu gerenciamento (Template e Clone)

Tarefa 9: Configuração do Storage Virtual da HP (VSA

Tarefa 10: Configurações de HA, FT, DRS, vMotion e Storage vMotion
Who is the target audience?
  • Administradores de sistema/rede que precisam saber implementar o VMware Vsphere de acordo com as boas práticas de mercado
  • Técnicos que precisam administrar um cluster VMware e lidar com Máquinas Virtuais
  • Pessoas que estejam dispostas a aprender e a instalar o VMware Vsphere 6.5 na sua casa sem fazer grandes investimentos
  • Entusiastas que gostam de fazer laboratórios complexos de Virtualização
Students Who Viewed This Course Also Viewed
Curriculum For This Course
Expand All 23 Lectures Collapse All 23 Lectures 06:03:38
+
TAREFA 1
1 Lecture 15:10


Faça o download do E-BOOK GRÁTIS na ultima aula deste treinamento. Acesse agora!!!


Neste treinamento VMware eu estou utilizando uma Workstation da HP modelo Z620 com 128GB de RAM para configurar o virtual lab, porém vamos utilizar certa de 32GB de RAM, ou seja, caso você queria fazer o virtual lab na sua própria casa, que também é chamado de home lab ou lab home, você irá precisar de um PC com no mínimo 32GB de RAM. Seguindo com a explicação do diagrama do nosso curso vmware, perceba que foi instalado a aplicação VMware Worsktation 12 para que possamos instalar as máquinas virtuais ou VMs, ESXi01, ESXi02, ESXi03, VSA01, VSA02, FOM e Windows Server 2016, totalizando 7 VMs instaladas no VMware Workstation.

Sendo que o ESXi é apenas um resumo do nome completo do Sistema Operacional da VMware, podendo ele ser chamado também de Hypervisor no mundo de virtualização de servidores. O nome completo é VMware vSphere ESXi 6.5, última versão do Hypervisor VMware Vsphere ESXi. Reforçando, ele não é uma aplicação, ele é considerado um sistema operacional de virtualização de servidores onde nós instalamos as máquinas virtuais ou VMs.

Seguindo com o diagrama do curso VMware, perceba que abaixo de cada VMware vSphere ESXi 6.5 é instalado uma VM, onde a máquina virtual VM-WIN7 01 é instalada dentro do VMware vSphere ESXi01, a VM VCSA que significa vCenter Server Appliance será instalada dentro do VMware vSphere ESXi02 e a máquina virtual VM-WIN7 02 será instalada dentro do VMware vSphere ESXi03.

O vCenter é a plataforma de gerenciamento centralizada do ambiente virtual VMware vSphere, é através dele que você consegue gerenciar todos os hosts ESXi ao mesmo tempo e fazer configurações avançadas como por exemplo, a configuração do Cluster VMware e migrações de máquinas virtuais entre os diferentes hosts ESXi.

Seguindo com a explicação do diagrama deste treinamento VMWare, perceba onde está escrito Cluster StoreVirtual, veja que ele é formando por três VMs que estão instaladas no VMware Workstation 12, sendo elas, VM VSA01, VM VSA02 e VM FOM. A sigla VSA significa Virtual Storage Appliance e FOM significa FailOver Manager, ou seja, essas máquinas virtuais são parte do nosso Storage Virtual da HP, que é chamado no mercado de StoreVirtual P4000. É neste Storage virtual que iremos armazenar as máquinas virtuais VM-WIN7 01, VM-WIN7 02 e o VCSA. Sendo que na LUN01 será armazenada a máquina virtual VM-WIN7 01, na LUN02 será armazenada a VM VCSA e na LUN03 será armazenada a máquina virtual VM-WIN7 02.

Este Storage utilizada o protocolo de comunicação iscsi, que é um protocolo de transferência de blocos SCSI entre os servidores VMware vSphere ESXi e o Storage propriamente dito. Lembrando que para a configuração de um Cluster VMware, um Storage para armazenamento das VMs é um pré-requisito. Se não existir um Storage em sua rede, você não irá conseguir utilizar alguns recursos avançados do VMware VCenter Server Appliance como por exemplo migração de máquinas virtuais, salvo se você utilizar a tecnologia da própria VMware que se chama virtual SAN. Mas isso não será tratado aqui, pois a configuração mais comum que é utilizada no mercado de tralhado é esta que estou lhe apresentando.

Ao final da configuração do Storage da HP, nós iremos configurar 3 LUNs de 50GB como pode ser visto na parte inferior esquerda do diagrama do nosso curso VMware. Uma LUN significa Logical Unit Number, ou seja, uma unidade de armazenamento dentro do Storage virtual. São nessas LUNs que as VMs do cluster VMware serão armazenadas. Perceba então que você terá mais 3 máquinas virtuais, porém essas 3 VMs serão instaladas dentro das VMs ESXi01, ESXi02 e ESXi03. Sendo assim, você terá um ambiente virtual de 10 máquinas virtuais, sendo que 7 delas serão instaladas no VMware Workstarion e 3 serão instaladas nos hosts VMware Vsphere ESXi 6.5. 

Apresentação do laboratório (Diagramas)
15:10
+
TAREFA 2
1 Lecture 19:38

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos criar acesso aos sites da VMware, Microsoft e HP.

Porque criar acesso no site da VMware?
Para que você possa sempre baixar as versões dos produtos da VMware mais atualizados. Vamos baixar os seguintes arquivos no site da VMware.

* A .iso do VMware vSphere ESXi 6.5

* O .ovf do VCSA, ou vCenter Server Appliance

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Todos esses termos acima podem ser utilizados com fonte de pesquisa por você.

No site da Microsoft, iremos baixar a media do Windows Server 2016.

No site da HP iremos baixar o storage virtual da HP.

Criar Acesso nos sites necessários (HP, VMware e Microsoft)
19:38
+
TAREFA 3
2 Lectures 38:40

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como configurar o VMware Workstation e depois instalar todas as máquinas virtuais que faram parte do nosso treinamento.

Iremos instalar as seguintes máquina virtuais.

* VMware 6.5 ESXi01

* VMware 6.5 ESXi02

* VMware 6.5 ESXi03

* VCSA

* Windows Server 2016

* VSA 01

* VSA 02

* FOM

* Windows 7 - 1

* Windows 7 - 2

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Instalar o VMware Workstation 12 e configurar as máquinas virtuais - PARTE 1
19:10

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como configurar o VMware Workstation e depois instalar todas as máquinas virtuais que faram parte do nosso treinamento.

Iremos instalar as seguintes máquina virtuais.

* VMware 6.5 ESXi01

* VMware 6.5 ESXi02

* VMware 6.5 ESXi03

* VCSA

* Windows Server 2016

* VSA 01

* VSA 02

* FOM

* Windows 7 - 1

* Windows 7 - 2

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Instalar o VMware Workstation 12 e configurar as máquinas virtuais - PARTE 2
19:30
+
TAREFA 4
1 Lecture 19:54

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como configurar o Windows Server 2016, e promover ele como controlador de domínio e fazer todas as configurações necessárias do DNS Server.

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Configurar o Windows Server 2016 (AD, DNS e Registros)
19:54
+
TAREFA 5
1 Lecture 12:09

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como configurar um host VMware 6.5. Faremos as configurações básicas, como adicionar endereço IP, máscara de rede, gateway e muitas outra configurações importantes.

Iremos cofigurar os seguintes hosts vmware 6.5:

* VMware 6.5 ESXi01

* VMware 6.5 ESXi02

* VMware 6.5 ESXi03

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Configuração dos Hosts ESXi 6.5
12:09
+
TAREFA 6
2 Lectures 34:29

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como instalar e configurar o VCSA, ou vCenter Server Appliance 6.5.

Iremos configurar a seguinte máquina virtual:

* VCSA 6.5

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Instalar o Appliance VCenter 6.5 - PARTE 1
17:11

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como instalar e configurar o VCSA, ou vCenter Server Appliance 6.5.

Iremos configurar a seguinte máquina virtual:

* VCSA 6.5

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Instalar o Appliance VCenter 6.5 - PARTE 2
17:18
+
TAREFA 7
3 Lectures 46:16

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como integrar o VCSA ao active directory do Windows Server 2016. 

Faremos também a configuração dos Switches virtuais de acordo com o nosso diagrama. Abaixo segue a descrição do diagrama de rede para que você possa relembrar.

"

A explicação que será dada aqui com relação a este host VMware vSphere 6.5 ESXi01 será a mesma para os hosts VMware ESXi02 e ESXi03, mudando somente o endereçamento IP. Observe que nesse host VMware vSphere 6.5 ESXi foram configurados quatro switches virtuais que são chamados de VSS pelo VMware, VSS significa Virtual Standart Swich. No diagrama deste treinamento VMware, estamos utilizando 4 switches virtuais denominados vSwitch0, vSwitch1, vSwitch2 e vSwitch3.

Um switch virtual é responsável por gerenciar as máquinas virtuais e as redes no nível do host VMware e fornece também elementos de rede semelhantes aos encontrados nos switches físicos. Assim como uma máquina física, cada máquina virtual também tem seu adaptador de rede virtual que se chama vNIC. Perceba na parte superior do diagrama que a VM-WIN7 01 tem uma placa de rede, ou seja, vNIC que está ligada ao port group PROD do vSwitch1.

Pense em port group como uma porta virtual que tem um conjunto de configurações específicas para determinadas funcionalidades do VMware. No mundo do VMware vSpere ESXi nos temos dois tipos de port groups. Um portgroup é do tipo VM Network, ou seja, responsável pelo tráfego de dados das máquinas virtuais. O outro port group é do tipo VMKernel, que é reponsável pelas configurações avançadas de trafégo de rede VMware. Como por exemplo, a configuração de vMotion, que nada mais é que a migração de uma VM armazenada em um host A para um host B sem que a mesma perca comunicação com a rede.

Os port groups que são responsáveis por conectar as máquinas virtuais ao VSS – Virtual Standart Switch. De um lado do switch virtual nos temos a vNIC que a placa de rede virtual da máquina virtual e do outro lado nos temos as vmnics, que nosso caso vão da vmnic0 a vmnic7. A vmnic é placa de rede propriamente dita do servidor físico, sendo ela a responsável por conectar o switch virtual a placa de rede fisica e consecutivamente ao swich físico propriamente dito.

Seguindo o diagrama de rede do nosso treinamento VMware, perceba que foram utilizadas 8 vmnics. O motivo de utilizarmos tantas placas de rede assim, é fazer um projeto mais elaborado, profissional e seguindo as boas práticas de mercado para a segregação de diferentes tráfegos provenientes do ambiente de virtualização.  Sendo assim, foram configurados quatro switches virtuais, sendo que cada um deles está utilizando duas placas de rede físicas do servidor ou  vmnic propriamente dita.

Observe que no vSwich0 foram configurados dois port groups do tipo VMkernel, um port group de gerenciamento do host que se chama Mgmt e outro port group do tipo VMkernel chamado vMotion que é responsável por fazer a migração de VMs. Perceba também que este vSwith0 está utilizando a vminic0 e a vmnic1, sendo que as duas vmnics estão acessando ao mesmo tempo os dois port groups, como pode ser visto nas ligações cruzadas no diagrama.

Seguindo o diagrama de rede do nosso curso VMware, observe que no vSwitch1 foi configurado somente um port group. Sendo que este port group é do tipo VM Network, ou seja, responsável pelo tráfeco de máquinas virtuais, não é atoa que seu nome é PROD, fazendo alusão ao termo produção, ou seja, máquinas virtuais que acessam a rede produção da empresa. No vSwitch1 foi configurado somente um port group utilizando a vmnic2 e a vminic3 para fornecer mais performance para a comunicação das máquinas virtuais com o ambiente físico. Assim essas duas placas de rede ficam exclusivamentes responsáveis pelo tráfego das máquinas virtuais.

Seguindo o diagrama de rede do nosso treinamento VMware, observe que no vSwitch2 foi configurado também somente um port group. Sendo que este port group é do tipo VMkernel, utilizando a função de FT (Fault Tolerance), que é uma função avançada do VMware Vsphere ESXi para proporcionar uma super alta disponibilidade para a máquina virtual que foi configurada com o FT. Quando você configura o FT em uma VM que por exemplo está armazenada no host ESXi01, ele é replicada para outro host, no nosso caso pode ser no host ESXi02. Sendo assim, temos a VM primária no host ESXi01 e a VM secundário no host ESXi02. Todas as configurações que forem feitas na VM primária do host ESXi01 serão replicadas em tempo real para a VM secundária no host ESXi02. Desta forma, caso ocorra alguma falha no host ESXi01 no qual a VM primária esta configurada, no mesmo instante a VM secundária que esta no host ESXi02 se torna a VM primária, assumindo todo o processamento e funcionabilidade, assim essa máquina virtual não fica sem acesso a rede, e a aplicação ou o usuário que que utiliza esta VM não irá sofrer nenhum impactado de indisponibilidade na rede, tudo isso é possível através da tecnologia FT da VMware.

Seguindo o diagrama de rede do nosso treinamento VMware, observe que o vSwitch3 foi configurado única e exclusivamente para acesso a nossa rede do storage, que também pode ser chamada de Rede SAN iscsi. SAN, significa Storage Area Network. Como você já sabe, não podemos misturar o tráfego da rede local com o tráfego da rede SAN. Perceba que o vSwitch3 tem dois port groups do tipo VMkernel para fazer acesso ao Storage. Um port group se chama iscsi A e outro chamado iscsi B. Sendo que o port group iscsi A está ligado diretamente a vmnic6 e o port group iscsi B esta ligado diretamente a vmnic7. Isso é feito em particular para redes que utilizam storages iscsi. Com este tipo de configuração, nós garantimos que o acesso ao storage será mais performático e com balanceamento de carga.  Informações mais profundas serão fornecidas na tarefa 9, onde iremos fazer a configuração do storage virtual da HP.

"

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 


Configuração do cluster VMware e switches virtuais - PARTE 1
15:11

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como integrar o VCSA ao active directory do Windows Server 2016. 

Faremos também a configuração dos Switches virtuais de acordo com o nosso diagrama. Abaixo segue a descrição do diagrama de rede para que você possa relembrar.

"

A explicação que será dada aqui com relação a este host VMware vSphere 6.5 ESXi01 será a mesma para os hosts VMware ESXi02 e ESXi03, mudando somente o endereçamento IP. Observe que nesse host VMware vSphere 6.5 ESXi foram configurados quatro switches virtuais que são chamados de VSS pelo VMware, VSS significa Virtual Standart Swich. No diagrama deste treinamento VMware, estamos utilizando 4 switches virtuais denominados vSwitch0, vSwitch1, vSwitch2 e vSwitch3.

Um switch virtual é responsável por gerenciar as máquinas virtuais e as redes no nível do host VMware e fornece também elementos de rede semelhantes aos encontrados nos switches físicos. Assim como uma máquina física, cada máquina virtual também tem seu adaptador de rede virtual que se chama vNIC. Perceba na parte superior do diagrama que a VM-WIN7 01 tem uma placa de rede, ou seja, vNIC que está ligada ao port group PROD do vSwitch1.

Pense em port group como uma porta virtual que tem um conjunto de configurações específicas para determinadas funcionalidades do VMware. No mundo do VMware vSpere ESXi nos temos dois tipos de port groups. Um portgroup é do tipo VM Network, ou seja, responsável pelo tráfego de dados das máquinas virtuais. O outro port group é do tipo VMKernel, que é reponsável pelas configurações avançadas de trafégo de rede VMware. Como por exemplo, a configuração de vMotion, que nada mais é que a migração de uma VM armazenada em um host A para um host B sem que a mesma perca comunicação com a rede.

Os port groups que são responsáveis por conectar as máquinas virtuais ao VSS – Virtual Standart Switch. De um lado do switch virtual nos temos a vNIC que a placa de rede virtual da máquina virtual e do outro lado nos temos as vmnics, que nosso caso vão da vmnic0 a vmnic7. A vmnic é placa de rede propriamente dita do servidor físico, sendo ela a responsável por conectar o switch virtual a placa de rede fisica e consecutivamente ao swich físico propriamente dito.

Seguindo o diagrama de rede do nosso treinamento VMware, perceba que foram utilizadas 8 vmnics. O motivo de utilizarmos tantas placas de rede assim, é fazer um projeto mais elaborado, profissional e seguindo as boas práticas de mercado para a segregação de diferentes tráfegos provenientes do ambiente de virtualização.  Sendo assim, foram configurados quatro switches virtuais, sendo que cada um deles está utilizando duas placas de rede físicas do servidor ou  vmnic propriamente dita.

Observe que no vSwich0 foram configurados dois port groups do tipo VMkernel, um port group de gerenciamento do host que se chama Mgmt e outro port group do tipo VMkernel chamado vMotion que é responsável por fazer a migração de VMs. Perceba também que este vSwith0 está utilizando a vminic0 e a vmnic1, sendo que as duas vmnics estão acessando ao mesmo tempo os dois port groups, como pode ser visto nas ligações cruzadas no diagrama.

Seguindo o diagrama de rede do nosso curso VMware, observe que no vSwitch1 foi configurado somente um port group. Sendo que este port group é do tipo VM Network, ou seja, responsável pelo tráfeco de máquinas virtuais, não é atoa que seu nome é PROD, fazendo alusão ao termo produção, ou seja, máquinas virtuais que acessam a rede produção da empresa. No vSwitch1 foi configurado somente um port group utilizando a vmnic2 e a vminic3 para fornecer mais performance para a comunicação das máquinas virtuais com o ambiente físico. Assim essas duas placas de rede ficam exclusivamentes responsáveis pelo tráfego das máquinas virtuais.

Seguindo o diagrama de rede do nosso treinamento VMware, observe que no vSwitch2 foi configurado também somente um port group. Sendo que este port group é do tipo VMkernel, utilizando a função de FT (Fault Tolerance), que é uma função avançada do VMware Vsphere ESXi para proporcionar uma super alta disponibilidade para a máquina virtual que foi configurada com o FT. Quando você configura o FT em uma VM que por exemplo está armazenada no host ESXi01, ele é replicada para outro host, no nosso caso pode ser no host ESXi02. Sendo assim, temos a VM primária no host ESXi01 e a VM secundário no host ESXi02. Todas as configurações que forem feitas na VM primária do host ESXi01 serão replicadas em tempo real para a VM secundária no host ESXi02. Desta forma, caso ocorra alguma falha no host ESXi01 no qual a VM primária esta configurada, no mesmo instante a VM secundária que esta no host ESXi02 se torna a VM primária, assumindo todo o processamento e funcionabilidade, assim essa máquina virtual não fica sem acesso a rede, e a aplicação ou o usuário que que utiliza esta VM não irá sofrer nenhum impactado de indisponibilidade na rede, tudo isso é possível através da tecnologia FT da VMware.

Seguindo o diagrama de rede do nosso treinamento VMware, observe que o vSwitch3 foi configurado única e exclusivamente para acesso a nossa rede do storage, que também pode ser chamada de Rede SAN iscsi. SAN, significa Storage Area Network. Como você já sabe, não podemos misturar o tráfego da rede local com o tráfego da rede SAN. Perceba que o vSwitch3 tem dois port groups do tipo VMkernel para fazer acesso ao Storage. Um port group se chama iscsi A e outro chamado iscsi B. Sendo que o port group iscsi A está ligado diretamente a vmnic6 e o port group iscsi B esta ligado diretamente a vmnic7. Isso é feito em particular para redes que utilizam storages iscsi. Com este tipo de configuração, nós garantimos que o acesso ao storage será mais performático e com balanceamento de carga.  Informações mais profundas serão fornecidas na tarefa 9, onde iremos fazer a configuração do storage virtual da HP.

"

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5.

Configuração do cluster VMware e switches virtuais - PARTE 2
15:11

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como integrar o VCSA ao active directory do Windows Server 2016. 

Faremos também a configuração dos Switches virtuais de acordo com o nosso diagrama. Abaixo segue a descrição do diagrama de rede para que você possa relembrar.

"

A explicação que será dada aqui com relação a este host VMware vSphere 6.5 ESXi01 será a mesma para os hosts VMware ESXi02 e ESXi03, mudando somente o endereçamento IP. Observe que nesse host VMware vSphere 6.5 ESXi foram configurados quatro switches virtuais que são chamados de VSS pelo VMware, VSS significa Virtual Standart Swich. No diagrama deste treinamento VMware, estamos utilizando 4 switches virtuais denominados vSwitch0, vSwitch1, vSwitch2 e vSwitch3.

Um switch virtual é responsável por gerenciar as máquinas virtuais e as redes no nível do host VMware e fornece também elementos de rede semelhantes aos encontrados nos switches físicos. Assim como uma máquina física, cada máquina virtual também tem seu adaptador de rede virtual que se chama vNIC. Perceba na parte superior do diagrama que a VM-WIN7 01 tem uma placa de rede, ou seja, vNIC que está ligada ao port group PROD do vSwitch1.

Pense em port group como uma porta virtual que tem um conjunto de configurações específicas para determinadas funcionalidades do VMware. No mundo do VMware vSpere ESXi nos temos dois tipos de port groups. Um portgroup é do tipo VM Network, ou seja, responsável pelo tráfego de dados das máquinas virtuais. O outro port group é do tipo VMKernel, que é reponsável pelas configurações avançadas de trafégo de rede VMware. Como por exemplo, a configuração de vMotion, que nada mais é que a migração de uma VM armazenada em um host A para um host B sem que a mesma perca comunicação com a rede.

Os port groups que são responsáveis por conectar as máquinas virtuais ao VSS – Virtual Standart Switch. De um lado do switch virtual nos temos a vNIC que a placa de rede virtual da máquina virtual e do outro lado nos temos as vmnics, que nosso caso vão da vmnic0 a vmnic7. A vmnic é placa de rede propriamente dita do servidor físico, sendo ela a responsável por conectar o switch virtual a placa de rede fisica e consecutivamente ao swich físico propriamente dito.

Seguindo o diagrama de rede do nosso treinamento VMware, perceba que foram utilizadas 8 vmnics. O motivo de utilizarmos tantas placas de rede assim, é fazer um projeto mais elaborado, profissional e seguindo as boas práticas de mercado para a segregação de diferentes tráfegos provenientes do ambiente de virtualização.  Sendo assim, foram configurados quatro switches virtuais, sendo que cada um deles está utilizando duas placas de rede físicas do servidor ou  vmnic propriamente dita.

Observe que no vSwich0 foram configurados dois port groups do tipo VMkernel, um port group de gerenciamento do host que se chama Mgmt e outro port group do tipo VMkernel chamado vMotion que é responsável por fazer a migração de VMs. Perceba também que este vSwith0 está utilizando a vminic0 e a vmnic1, sendo que as duas vmnics estão acessando ao mesmo tempo os dois port groups, como pode ser visto nas ligações cruzadas no diagrama.

Seguindo o diagrama de rede do nosso curso VMware, observe que no vSwitch1 foi configurado somente um port group. Sendo que este port group é do tipo VM Network, ou seja, responsável pelo tráfeco de máquinas virtuais, não é atoa que seu nome é PROD, fazendo alusão ao termo produção, ou seja, máquinas virtuais que acessam a rede produção da empresa. No vSwitch1 foi configurado somente um port group utilizando a vmnic2 e a vminic3 para fornecer mais performance para a comunicação das máquinas virtuais com o ambiente físico. Assim essas duas placas de rede ficam exclusivamentes responsáveis pelo tráfego das máquinas virtuais.

Seguindo o diagrama de rede do nosso treinamento VMware, observe que no vSwitch2 foi configurado também somente um port group. Sendo que este port group é do tipo VMkernel, utilizando a função de FT (Fault Tolerance), que é uma função avançada do VMware Vsphere ESXi para proporcionar uma super alta disponibilidade para a máquina virtual que foi configurada com o FT. Quando você configura o FT em uma VM que por exemplo está armazenada no host ESXi01, ele é replicada para outro host, no nosso caso pode ser no host ESXi02. Sendo assim, temos a VM primária no host ESXi01 e a VM secundário no host ESXi02. Todas as configurações que forem feitas na VM primária do host ESXi01 serão replicadas em tempo real para a VM secundária no host ESXi02. Desta forma, caso ocorra alguma falha no host ESXi01 no qual a VM primária esta configurada, no mesmo instante a VM secundária que esta no host ESXi02 se torna a VM primária, assumindo todo o processamento e funcionabilidade, assim essa máquina virtual não fica sem acesso a rede, e a aplicação ou o usuário que que utiliza esta VM não irá sofrer nenhum impactado de indisponibilidade na rede, tudo isso é possível através da tecnologia FT da VMware.

Seguindo o diagrama de rede do nosso treinamento VMware, observe que o vSwitch3 foi configurado única e exclusivamente para acesso a nossa rede do storage, que também pode ser chamada de Rede SAN iscsi. SAN, significa Storage Area Network. Como você já sabe, não podemos misturar o tráfego da rede local com o tráfego da rede SAN. Perceba que o vSwitch3 tem dois port groups do tipo VMkernel para fazer acesso ao Storage. Um port group se chama iscsi A e outro chamado iscsi B. Sendo que o port group iscsi A está ligado diretamente a vmnic6 e o port group iscsi B esta ligado diretamente a vmnic7. Isso é feito em particular para redes que utilizam storages iscsi. Com este tipo de configuração, nós garantimos que o acesso ao storage será mais performático e com balanceamento de carga.  Informações mais profundas serão fornecidas na tarefa 9, onde iremos fazer a configuração do storage virtual da HP.

"

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5.

Configuração do cluster VMware e switches virtuais - PARTE 3
15:54
+
TAREFA 8
3 Lectures 57:57

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como instalar e configurar máquinas virtuais e trabalhar com templates de clones de máquinas virtuais a versão do vmware 6.5.

Iremos configurar as seguintes máquinas virtuais:

* Windows 7 - 1

* Windows 7 - 2

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Criar VMs no cluster e realizar a seu gerenciamento (Template e Clone) - PARTE 1
19:17

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como instalar e configurar máquinas virtuais e trabalhar com templates de clones de máquinas virtuais a versão do vmware 6.5.

Iremos configurar as seguintes máquinas virtuais:

* Windows 7 - 1

* Windows 7 - 2

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Criar VMs no cluster e realizar a seu gerenciamento (Template e Clone) - PARTE 2
19:10

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como instalar e configurar máquinas virtuais e trabalhar com templates de clones de máquinas virtuais a versão do vmware 6.5.

Iremos configurar as seguintes máquinas virtuais:

* Windows 7 - 1

* Windows 7 - 2

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Criar VMs no cluster e realizar a seu gerenciamento (Template e Clone) - PARTE 3
19:30
+
TAREFA 9
4 Lectures 54:56

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como instalar e configurar o storage virtual da HP.

Iremos configurar as seguintes máquinas virtuais:

* VSA 01

* VSA 02

* FOM

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Configuração do Storage Virtual da HP (VSA) - PARTE 1
13:33

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como instalar e configurar o storage virtual da HP.

Iremos configurar as seguintes máquinas virtuais:

* VSA 01

* VSA 02

* FOM

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5.

Configuração do Storage Virtual da HP (VSA) - PARTE 2
13:29

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como instalar e configurar o storage virtual da HP.

Iremos configurar as seguintes máquinas virtuais:

* VSA 01

* VSA 02

* FOM

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5.

Configuração do Storage Virtual da HP (VSA) - PARTE 3
13:31

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como instalar e configurar o storage virtual da HP.

Iremos configurar as seguintes máquinas virtuais:

* VSA 01

* VSA 02

* FOM

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5.

Configuração do Storage Virtual da HP (VSA) - PARTE 4
14:23
+
TAREFA 10
4 Lectures 01:04:29

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como configurar as funções do vmware de alta disponibilidade. Sendo esse recursos que serão configurados e apresentados:

* HA

* FT

* DRS

* vMotion

* Storage vMotion

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Configurações de HA, FT, DRS, vMotion e Storage vMotion - PARTE 1
15:41

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como configurar as funções do vmware de alta disponibilidade. Sendo esse recursos que serão configurados e apresentados:

* HA

* FT

* DRS

* vMotion

* Storage vMotion

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Configurações de HA, FT, DRS, vMotion e Storage vMotion - PARTE 2
15:45

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como configurar as funções do vmware de alta disponibilidade. Sendo esse recursos que serão configurados e apresentados:

* HA

* FT

* DRS

* vMotion

* Storage vMotion

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Configurações de HA, FT, DRS, vMotion e Storage vMotion - PARTE 3
15:26

Nesta aula do treinamento VMware 6.5 nós iremos aprender a como configurar as funções do vmware de alta disponibilidade. Sendo esse recursos que serão configurados e apresentados:

* HA

* FT

* DRS

* vMotion

* Storage vMotion

Faça pesquisas na google das seguintes versões abaixo.

vmware 6, vmware 6.5, vsphere 6, vsphere 6.5, esxi 6, esxi 6.5, vmware vsphere 6, vmware vsphere 6.5, 

vmware vsphere esxi 6, vmware vsphere exi 6.5. 

Configurações de HA, FT, DRS, vMotion e Storage vMotion - PARTE 4
17:37
1 More Section
About the Instructor
JOHN DE ARAUJO
4.7 Average rating
401 Reviews
4,624 Students
1 Course
Treinamento de Alta Qualidade

Meu nome é John Costa e sou autor desse treinamento. Tenho 31 anos de idade sou casado, tenho 13 anos de experiência em TI de alta complexidade na área de infraestrutura de servidores, Storages, rede e virtualização de servidores. Trabalhei por 8 anos somente com equipamentos HP. Integrando os equipamentos mais modernos do mundo em ambiente virtuais utilizando o hypervisor VMware.

Por ter trabalhado muito tempo como parceiro HP, tive a oportunidade que poucas pessoas têm hoje em dia no mercado de trabalho. Que é de fazer treinamentos especializados do fabricante. Como treinamentos de servidores, Storages, rede ethernet, rede SAN, virtualização e softwares de gerenciamento em geral da própria HP.

Sendo assim, eu resolvi compartilhar meu conhecimento com você que tem interesse de se tornar um expert em TI também.

Aqui vai um pequeno resumo das certificações que tirei ao longo da minha carreira:

Cisco CCNA 5 Routing and Switching

VMware vSphere Install Configure Manage V5.5 (VCP 5.5)

VMware Technical Sales Professional 5.5

VMware Sales Professional 5.5                                                                 

HP ASE – FlexNetwork Integrator V1                                   

HP ASE – Server Solutions Integrator V8.1                                      

HP ATP – FlexNetwork Solutions V2             

HP ATP – Server Administrator V8               

HP ATP – Server Solutions V1                       

HP ATP – Storage Solutions V1

HP Master ASE – Network Infrastructure [2011]    

HP Sales Certified – Networking [2013]                  

HP Sales Certified – Networking Solutions and Services [2014]                 

ITIL V3 Foundation

ISO/IEC 20000 (Gerenciamento de Serviços de TI)

ISO/IEC 27002 (Sistema de Gestão de Segurança da Informação)