Infodesign
4.0 (1 rating)
Instead of using a simple lifetime average, Udemy calculates a course's star rating by considering a number of different factors such as the number of ratings, the age of ratings, and the likelihood of fraudulent ratings.
2 students enrolled
Wishlisted Wishlist

Please confirm that you want to add Infodesign to your Wishlist.

Add to Wishlist

Infodesign

a importância do design de informações no mundo contemporâneo
4.0 (1 rating)
Instead of using a simple lifetime average, Udemy calculates a course's star rating by considering a number of different factors such as the number of ratings, the age of ratings, and the likelihood of fraudulent ratings.
2 students enrolled
Last updated 11/2016
Portuguese
Portuguese
Price: $50
30-Day Money-Back Guarantee
Includes:
  • 1.5 hours on-demand video
  • Full lifetime access
  • Access on mobile and TV
  • Certificate of Completion
What Will I Learn?
  • Entender porque o Infodesign é indispensável como uma ferramenta para construir e democratizar conhecimento
  • Aprender os conceitos fundamentais do design de informação e conheça suas 3 categorias de produto
  • Entender quais são os papéis do designer de informação e do designer gráfico no processo de organização de conteúdo e elaboração de interfaces cognitivas
View Curriculum
Requirements
  • Ter interesse em aprender
Description

Se você se interessa por design de informações e tem vontade de aprender mais sobre organização e comunicação de dados, este é o seu curso.

Esteban Rico, professor da UBA e profissional especializado em infodesign, irá demonstrar como é possível apresentar conteúdos de forma mais clara através da organização visual das informações. 
O curso é dividido em 12 aulas online que irão te ensinar as ferramentas disponíveis para transformar dados complexos em conhecimento acessível.

- Entenda por que essa disciplina emergente na cultura contemporânea tem um forte impacto em áreas como design, comunicação, jornalismo, tecnologia, programação, biblioteconomia, ciência dos dados e informação; 
- Descubra por que o Infodesign é indispensável como uma ferramenta para construir e democratizar conhecimento;
- Veja quais são os conceitos fundamentais do design de informação e conheça suas 3 categorias de produto;
- Saiba quais são os papéis do designer de informação e do designer gráfico no processo de organização de conteúdo e elaboração de interfaces cognitivas;

Who is the target audience?
  • Interessados em Design
  • Pessoas de cursos como Design e Comunicação
  • Gestores e designers de empresa
  • Sinalizadores
Compare to Other Graphic Design Courses
Curriculum For This Course
12 Lectures
01:29:26
+
Iniciar aqui
12 Lectures 01:29:26

Direto da Universidade de Buenos Aires, Esteban Javier Rico, professor, com 20 anos de experiência em Design Gráfico e Edição, nos apresenta um campo interdisciplinar que surge pela confluência do design gráfico, do design interativo e do audiovisual - o Infodesign, também conhecido como design da informação.
Conceitos teóricos e visuais foram construídos ao longo dos anos, e tiveram um papel fundamental no desenvolvimento do design da informação como uma transdisciplina, que tem sido abordada por profissionais de diferentes ciências, desde a psicologia cognitiva à educação, ao design de interfaces e programação.

Preview 03:23

Ao longo dos séculos, a humanidade sempre buscou desenvolver formatos de interfaces cognitivas que pudessem explicar projetos, conteúdos, ou conhecimentos muito complexos.
Dentro desse panorama seremos introduzidos aos conceitos básicos do Infodesign, que a princípio vem de 1998, da Associação Internacional de Design de Informação, formada a partir de interesses de diversas disciplinas, como design gráfico, ilustração, psicologia cognitiva, educação, ciência da computação, biblioteconomia, entre outras.

Preview 04:33

Esteban apresenta alguns dos conceitos que contribuíram para pensarmos no Infodesign como um domínio indispensável para a possibilidade de construção de conhecimento.
Citando os trabalhos do arquiteto, designer e criador do TED, Richard Wurman, Esteban também coloca a questão do design de informação como uma contribuição pra um "negócio social", no qual pessoas, providas de informações em suas mãos, se empoderem - configurando aí um poder democrático e político, na medida em que podem passar a exigir melhorias nas áreas de saúde, educação, cultura, etc.

Preview 04:57

Nesta aula, Esteban discute a importância da informação na cultura contemporânea ao destacar um conceito conhecido como "Infoxicação" - o fenômeno da intoxicação de informação a qual muitos de nós estamos submetidos todos os dias, como resultado de uma superexposição à múltiplos meios, telas e sinais de incorporação de informação que acompanham nossa vida diária.
Também é discutida a possibilidade da inclusão de  filtros e melhores interfaces para acessar esse conhecimento como parte do trabalho do designer de informação, através de elementos que conformam o ciclo de 5 anéis desenvolvido por Richard Wurman, cujo diagrama indica as diferentes origens da informação, sendo elas: Interna, Conversacional, Referencial, de Notícias e Cultural.  

Infoxicação e os 5 anéis de Wurman
08:00

Aqui, Esteban aborda o papel do designer de informação, que se pode resumir da seguinte forma: construir um valor agregado que não possa ser explicado com um texto.
O designer argumenta que ainda que palavra explique, seja informação e também conhecimento, um texto canônico tem suas limitações. Por exemplo, quando precisamos falar de conceitos que são muito difíceis de se desenvolver ao longo de um texto.
Para tal situação, é possível recorrer à esquemática, à visualização, que nos permite mostrar de outra maneira aqueles processos que podem ser muito complexos dentro do design de informação.

O papel do designer de informação
05:45

Nesta aula, Esteban discute o que é, e de onde surge a informação.
Descobriremos, através de exemplos, a importância do contexto para revelar, arquivar ou sistematizar dados que, sozinhos, não representam uma informação, e que consequentemente não se caracterizam como construção de conhecimento.

O que é informação
07:27

A que chamamos de experiência?
Esteban discute em mais detalhes esse termo tão relacionado a um dos momentos centrais da apresentação da informação.
Ao discorrer sobre algumas das inúmeras experiências possíveis de contato com a informação, e os diferentes dispositivos de infodesign que cada uma dessas experiências requere, o professor apresenta uma metodologia que permite trabalhar o desenvolvimento de tais dispositivos em 6 passos.

O que é experiência
04:21

Retomando o Infodesign como um processo de comunicação, mas sobretudo como um processo de revelar conhecimentos, Esteban apresenta os objetivos da disciplina, em termos da organização da informação visando esse propósito:

- Fazer a informação ser compreensível;
- Fazer a informação ser acessível;
- Fazer a informação ser útil;

O designer também alerta para a importância de, ao construir os dispositivos, não decidir sobre suas configurações somente por uma situação estética, mas sim pensando no "para quê?" serão utilizados, e quais são as respostas que se tentarão responder em cada um dos casos.

Objetivos do infodesign
10:32

Conheça a classificação das 3 categorias de produtos do Infodesign:

Primeira categoria
A informação que está apresentada como dados organizados, construindo um conhecimento determinado, que é útil para um determinado fim.
Exemplos: cronogramas, mapas, sistemas de sinalização, muitos tipos de agenda, etc.

Segunda categoria:
É aquela informação que está apresentada para que se compreenda uma situação ou um processo, ou seja, a finalidade da organização da informação é conhecer um processo ou uma situação.
Exemplo: manuais de instrução, guias, todo tipo de gráficos, descrições de como funciona um mecanismo, uma máquina, diagramas, etc.

Terceira categoria:
Sistemas de controle que requerem dispositivos de design de informação para a possibilidade de manejá-los e controlá-los.
Exemplo: muitas funções de equipamentos, de veículos, de máquinas, etc.

As 3 categorias de produtos do infodesign
10:51

Javier Basile, também professor da Universidad de Buenos Aires, fala sobre a evolução da internet e a eclosão do fenômeno das redes sociais, que abriu para o campo do design um novo chamado para intervenção.

Javier conta sobre o exercício que desenvolveu com Esteban, chamado de design de informação interativa, com a intenção de discutir duas questões fudamentais:

- O lugar do design gráfico - geralmente considerado apenas como aspecto envoltório, ou meramente visual - na problemática do design de informação:
- A problemática do design de informação dentro da revolução tecnológica que mudou todo o plano das comunicações, voltando ao tema da "infoxicação", no qual o problema não é mais o acesso à informação, mas sim: "o que fazer com toda essa informação?"

Design de informação interativa
11:57

Nesta aula, Javier se aprofunda na discussão sobre a posição do design gráfico e o papel que cumpre em um processo, em um campo disciplinar realmente novo como o do design de informação.
Trazendo à tona a tradição muito arraigada na qual o design gráfico somente opera sobre o campo da forma, sobre os aspectos formais, Javier propõe uma nova visão sobre o lugar do design gráfico no processo de revelar conhecimentos através do Infodesign.

O papel do design gráfico e a experiência das interações
14:56

Conclusão e projeto
02:44
About the Instructor
Saibalá - Escola Online de Economia Criativa
4.6 Average rating
203 Reviews
574 Students
7 Courses
Saibalá

É bastante perceptível o distanciamento entre o ensino e o aprendizado. Apesar da evolução da sociedade e de como as pessoas se relacionam, a instituição da escola pouco mudou seu formato; ainda é a mesma sala, com pessoas olhando para as nucas umas das outras, enquanto um único professor passa o “seu” conhecimento para a sala. Quantas pessoas estão de fato ouvindo? - E dessas que estão ouvindo, quantas estão de fato aprendendo?

Por quê o conhecimento de qualidade, aquele bom mesmo, tem que ser caro e inacessível para tanta gente?

Para mudar esse cenário surgiu a Saibalá. Somos uma escola online que luta contra o conceito de que vídeo-aula é chato, de que conteúdo rico é caro e de que o conhecimento é um caminho de mão única.

A gente acredita que aprender tem que ser um prazer - tem que agradar aos olhos, aos ouvidos, ao cérebro e ao coração – e mais, tem que ser acessível a qualquer um que tenha interesse. Por essa razão, escolhemos as pessoas mais renomadas em suas áreas para ensinar a sua habilidade, mostrar seu dia a dia, seu trabalho e sua paixão sem que você tenha que vender um rim para pagar por isso.

Cada curso é um filme de aproximadamente 2 horas, com uma linguagem dinâmica, divertida, que realmente prende a atenção - você aprende sem perceber que está absorvendo tanto conteúdo. Os cursos, com alta qualidade audiovisual, são divididos em aulas de até 15 minutos. Assim, você assiste no seu ritmo e quantas vezes quiser.

Assistir ao filme é só uma parte do aprendizado, a gente acredita que você só efetivamente aprende quando põe a mão na massa. Depois de finalizar os vídeos, os professores te convidam a fazer um projeto, postá-lo na rede social dentro da Saibalá e ouvir feedbacks de outros alunos e até desses profissionais!

Acesse, aprenda, participe e crie.